sábado, 25 de maio de 2019

O presente do futuro

Em uma viagem que fiz à Georgia, tive a oportunidade de ser recebido em audiência pelo ministro da Educação daquele país em seu gabinete. Como é praxe nesse tipo de encontro, no meio da conversa, entreguei-lhe um presente que havia levado do Brasil. Era uma simpática escultura feita por índios

Afogamento e fuga

Em 1995, nasceram 3,1 milhões de crianças no Brasil. Hoje, 30 mil delas continuam analfabetas. Cerca de 2,6 milhões concluíram o ensino fundamental e pouco mais de 2 milhões terminaram o ensino médio. E dessas pouco mais de 600 mil enfrentarão os desafios da sociedade do conhecimento. Pouco mais

Perdão

Perdão pelas balas perdidas, pelos adultos perversos, pelos colegas desorientados. Perdão pelos anos que não conseguimos lhes dar. Perdão também aos sobreviventes, pela falta de atendimento médico, de escola de qualidade, de esperança no futuro e carinho no presente. Perdão! Raphaella Noviski,

Lutero: ética, inteligência e coragem

Cada um de nós deveria, de vez em quando, identificar as pessoas que foram determinantes na nossa vida: pais, mestres, irmãos, namoradas, amigos, autores, artistas. Pessoas que mudaram o mundo ou mudaram a nossa própria maneira de ser e pensar. Raramente, quem mudou o rumo da história é determinante

A Ocupação Necessária

O Rio e o Brasil estão comemorando mais uma vez a entrada de nossos soldados na luta contra a violência que tomou conta desta bela cidade. Diante da guerra civil em andamento, não há como ficar contra a decisão do governo federal, mas é preciso estar alerta aos seus riscos e limitações. Com

Desigualdades

A Lei Áurea completou 129 anos no último dia 13 de maio. A partir desta data, a escravidão passou a ser uma aberração moral. No século XXI, a negação da educação não é só uma aberração moral como também uma estupidez técnica por impedir o aproveitamento do mais importante vetor econômico: