quinta-feira, 21 de setembro de 2017

A nuvem iluminada da Abralic

Depois de uma semana participando do XV Congresso Internacional da Abralic (Associação Brasileira de Literatura Comparada), na UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro), no qual apresentei uma comunicação sobre a relação da escrita íntima e a poética de Ana Cristina Cesar, muitas questões

Conversa literária

Estou preparando uma apresentação para um evento sobre a influência das cartas e dos diários na poesia de Ana Cristina Cesar e tenho sentido falta de conversar. Talvez essa falta tenha me levado aos poemas da autora: em sua busca constante de interlocução, os poemas de Ana C. ecoam o tempo todo

Ler aos pedaços

Há tempos o hábito de abrir o jornal diário para saber as notícias do dia foi substituído por um clique no celular e o acesso a sites ou redes sociais. Leio, recebo e quase engulo mais informação do que sou capaz de processar – só os muito protegidos não passam por isso. Depois de uma noite

Literatura do silêncio e da balbúrdia

Quando o editor Carlos Augusto Cruz me fez o convite para escrever esta coluna, fiquei paralisado em frente ao e-mail recebido: “Como alguém pode começar algo a essa altura dos acontecimentos? - pensei, em uma paráfrase involuntária de um verso famoso de Carlos Drummond de Andrade no poema “O