quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Adaptações e inspirações

Adaptar uma obra não é simples. É preciso captar a essência daquilo que se quer transpor para a linguagem escolhida. Essa essência deve ser materializada num roteiro bem amarrado, buscando eventuais liberdades autorais dentro daquilo que se pretende. Afinal, nem sempre uma boa adaptação é a

Eu sou assim

Para mim, qualquer expressão de arte implica também em responsabilidade. Entreter é uma de suas funções, claro, mas acredito que fazer arte é, acima de tudo, um ato político. Um fazer cidadão. Por meio dela, são despertadas questões e discussões na abordagem de toda sorte de temas que pudermos

FLIP se renova e promove literatura militante

Em sua 15ª edição anual, a Festa Literária Internacional de Paraty, a FLIP, fez da redução de recursos financeiros e da inclusão social um mote para seus múltiplos encontros, na semana passada. Ao homenagear o escritor carioca Lima Barreto (1881-1922) e levar suas principais mesas de debates

A mãe de todas as corrupções

“Na guerra, todos saqueiam um pouco; nenhum dos meus saques foi ilegal”. A frase é de Herman Göring, o fundador da famigerada Gestapo no III Reich alemão. Isso foi há dois terços de século atrás, quando, já encarcerado pelas tropas aliadas, o pré-suicida chefe nazista tentava contemporizar

Um show para ver de olhos fechados

Paulinho da Viola e Marisa Monte cantando juntos no mesmo palco não é um show, é uma experiência sensorial particular. Ali o público não se mexe na cadeira, mas se transporta para vários outros lugares. Não tem “tira o pé do chão” nem dança frenética. Tudo é minimalista, no palco e

Mulheres no poder

Você vai ao cinema com a missão de assistir ao filme que conta a história da Mulher Maravilha, parte do universo expandido da DC Comics que se iniciou com “O Homem de Aço” e “Batman X Superman: a origem da Justiça”, ambos dirigidos por Zack Snyder. Motivado por várias críticas positivas