Edição 29

15/05/2018

ver edições anteriores

terça-feira, 22 de maio de 2018

Maio, o mês dos devires abolicionista e libertário da nação brasileira

Abrem-se as cortinas do outono neste maio turbulento. Com elas, ventos amenos adentram aquela luminosidade de garantida visão em profundidade, o inverso da névoa seca que acontece no verão...  E o sol, translucido, amplifica a percepção dos horizontes, embora nem toda ação da natureza seja capaz

A luta do Teatro Oficina é nossa

Há muitos anos, desde quando estava no Senado Federal, acompanho as discussões acerca da questão do Teatro Oficina, dirigido pelo dramaturgo José Celso Martinez Correa, que fica no Bixiga, no bairro da Bela Vista, área central da cidade de São Paulo. Projetado pela arquiteta Lina Bo Bardi e tombado

Movimenta, Pernambuco!

Por Rita Fernandes Uma nova força sonora ecoa em Pernambuco. São sons que vêm da terra, das influências do Agreste, da Zona da Mata, das cantorias do dia a dia, carregados ao mesmo tempo de contemporaneidades temáticas e harmônicas. Se na década de 1990 o movimento da geração de Fred

A cultura na tela do CineAmazônia

Quando retorno ao Norte, minha memória dispara. Há anos não voltava a Rondônia, por onde passei muitas vezes durante a infância e a adolescência, quando viajava com minha família do Acre a São Paulo, para visitar parentes, fazer compras ou tratamentos de saúde. Mas já não me lembrava de muita

Com o compromisso de formar verdadeiros leitores

Essa edição, peço licença para mudar o assunto da coluna. No lugar de séries e filmes, quero escrever sobre um evento muito bacana do qual participei no último fim de semana de outubro. Vamos ao texto! A Festa Literária de Paraty (FLIP), no Sul Fluminense, cuja primeira edição aconteceu em

Adaptações e inspirações

Adaptar uma obra não é simples. É preciso captar a essência daquilo que se quer transpor para a linguagem escolhida. Essa essência deve ser materializada num roteiro bem amarrado, buscando eventuais liberdades autorais dentro daquilo que se pretende. Afinal, nem sempre uma boa adaptação é a