Edição 19

15/11/2017

ver edições anteriores

quarta-feira, 22 de novembro de 2017
Esportes

Uma chance de ouro

Um campeonato que possui 36 rodadas. Desde a quinta, o “bando de loucos” assumiu a liderança e não perdeu mais. Pode isso, Arnaldo? Ou seja, 29 jogos pela frente para algum time tentar tirar essa invencibilidade. E nada. Nada, mesmo. O aproveitamento no primeiro turno do Campeonato Brasileiro foi de mais de 80%. Já no segundo, um pouco mais de 50. Ou seja, o Corinthians até “deu chance” para outros times se aproximarem ou até mesmo ultrapassarem, mas ninguém soube aproveitar. Ainda faltam três rodadas para o Campeonato terminar, mas, matematicamente, o segundo colocado, o Grêmio, já não alcança mais o líder. Esses dados todos vocês já leram em vários outros sites, não é mesmo? Só que o que eu quero dizer é muito mais do que isso. Quero parabenizar o Corinthians não só pela conquista de mais um Brasileiro, mas por também ter dado chance a um cara que mostrou merecimento. Fábio Carille está há oito anos no clube. Foi auxiliar de Tite, ou melhor, “aluno” (e mostrou ser um ó-ti-mo aluno) do comandante da nossa seleção e, com a saída dele, viu outros treinadores assumirem o Timão, como Oswaldo de Oliveira e Cristóvão Borges. E ele ficou ali, quietinho, só aguardando a hora certa. E ela chegou, Carille. E já que eu parabenizei o Timão pela conquista e por ter contratado Fábio Carille, eu também quero parabenizar o treinador não só pelo fato de ter sido campeão. Professor, parabéns por ter conseguido organizar “a casa” e por ter colocado o Danilo no fim do segundo tempo contra o Fluminense. Ele é ídolo da nação corinthiana e estava há um ano sem jogar por conta de uma lesão. Que baita atitude. Além de um excelente profissional, demonstrou ser justo e um verdadeiro paizão. Ou seja: ganhou “a” chance no…

Tem gente que estraga o futebol

Esses dias, eu li que um torcedor do Tottenham vai ser banido para sempre dos estádios por arremessar um copo com xixi na torcida do West Ham. O vídeo mostra o momento exato em que o torcedor urina, joga o copo e ri. Vontade até de escrever um palavrão! Senhor, e se fosse o seu pai recebendo uma mijada na cabeça? Uma criança? Uma menina? Um torcedor decente, bem diferente de você, camarada? Ah, mas xixi é “menos pior” do que pancadaria! Concordo. Mas é de uma violência psicológica tremenda. E isso, gente, foi durante o confronto entre as equipes em Wembley, pela Copa da Liga Inglesa (depois dizem que nós brasileiros somos um dos mais baderneiros). E sabe quem saiu vitorioso? As pessoas que ficaram cobertas de xixi no cabelo, na roupa, no corpo todo! Delícia, né? O West Ham venceu por 3 a 2 e garantiu vaga nas quartas de final. Editor, posso escrever “bem-feito” aqui? Portanto, meu senhor (estou sendo sarcástica quando digo “senhor”, pois não passa de um moleque), se convença que a disputa não é na arquibancada ou fora dela. O que importa é o seu querido time vencer e seguir adiante no campeonato. Ou será que para você, meu senhor, o futebol não é importante mas, sim, a baderna que você faz no estádio? Espero que esse torcedor, ou melhor, que esse moleque seja proibido de ver o Tottenham em qualquer campeonato. Espero que os amigos dessa criatura percebam que não vale a pena se divertir com a “desgraça” alheia, senão, o fim vai ser o mesmo. E que isso tudo prevaleça aqui no Brasil também, porque já estamos de saco cheio de ver tanta violência, tanta gente morta por causa de um esporte que traz tanta alegria para as pessoas!

Argentina na Copa da Rússia 2018. Quem gostou?

Você, que está lendo este texto, já tem a reposta na ponta da língua, não tem? Você, que é brasileiro, detesta os argentinos. Certo? 🤔 Você, que é brasileiro e ama futebol, rogou praga - e muita - para a Argentina ficar fora da Copa? Ficou quase sem voz torcendo para o Equador! Eu, Luana, trabalho com futebol há mais de 14 anos e vou falar sério: a rivalidade entre Brasil e Argentina nunca poderia estar fora de um Mundial, minha gente! Que graça teria? Quem concorda comigo? Quem discorda também? A nossa raiva não deve ser só dentro de campo? Então! Por que não ver esta linda disputa na Copa da Rússia? Escreve aí nos comentários a sua opinião! E só uma observação: é claro que vamos vencer. Eles têm Messi. Nós temos Neymar, Tite e companhia! E a gente tinha a mãe Diná. Agora, vocês têm a mãe Luana! Só vai dar Brasil, meu povo! Pode vir a Argentina, a Alemanha, Inglaterra, Holanda (ops, essa não), o Chile (ops), os EUA (ops ops ops), a tal da França... Desta vez, não vai ter pra ninguém! Dá uma olhada do retrospecto das 20 Copas: - Brasil - campeão 5 vitórias (e o ÚNICO presente em todas as Copas) - Itália e Alemanha - 4 vitórias - Argentina e Uruguai - 2 vitórias - Inglaterra, França e Espanha - uma taça Estão morrendo de medo do nosso hexa! E “vão ter que nos engolir”, já dizia o nosso querido Zagallo!

#ForçaRoger

Oi, pessoal! Nesta quinzena, o texto vai ser mais sério. Eu, Luana, e o site O Quinze queremos prestar nossa solidariedade ao jogador Roger, do Botafogo. Muitos reclamam da vida, sem terem motivos fortes para isso. Ou até podem ter, mas não olham para a grama do vizinho. E, quando olham, sempre acham que é mais verde do que a própria grama. Fecha os olhos agora e pensa: imagina ter alguém cego na sua família. Imaginou? E se essa pessoa fosse a sua filha? O quão impotente você se sentiria em não poder mostrar as cores, os objetos, os animais, os números e, no caso do Roger, não poder mostrar os gols para a linda Giulia? Claro que a maioria assistiu à matéria que a TV Globo fez com os dois. Quem viu, duvido não ter se emocionado. Quem ainda não assistiu, corre para ver! É uma baita lição de vida. Imperdível. E sabe por quê? Porque mostra que nem a cegueira faz com que eles percam a luz! E muito menos o sorriso! Que pessoas iluminadas... É de arrepiar! Ver aquela gargalhada tão sincera da Giulia nos faz repensar. Como ela pode ser tão feliz assim? E garanto, ela é uma criança feliz. Ela nasceu para brilhar, para nos ensinar e para levar alegria para as pessoas! Isso faz com que a "cruz" de Roger não seja tão pesada, né? E o jogador sempre afirma que é a Giulia que dá forças para ele seguir em frente. Agora, mais do que nunca, ele vai precisar dessa força. Infelizmente, como todos sabem, ele foi diagnosticado com câncer renal. Como pode? Por que mais essa pancada da vida? Artilheiro do Botafogo em 2017, com 17 gols, Roger estava voando na carreira. Ele também nasceu para brilhar. Tudo estava indo tão bem,…

O Brasil dos brasileiros

Olá, pessoal! Na coluna de junho, eu disse que a seleção brasileira de futebol tinha um "sobrenome", vocês lembram? As pessoas costumam dizer "a seleção brasileira de Neymar", mas eu disse (e reafirmo) que o "sobrenome" da seleção é "de Tite". Quem concorda comigo? Aposto que muitos de vocês. Talvez seja até impossível existir alguém que não tenha se tornado fã desse brilhante treinador. Quase um mágico, pois conseguiu criar uma família em um ambiente cheio de egos e vaidades. E o Tite não teve só este grande feito. Há anos e anos, o Brasil não é mais o país do futebol. Aliás, faz muito tempo que não somos mais conhecidos assim, e Tite tem resgatado essa esperança em nós, brasileiros, que enfrentamos tanto desgosto e tanta decepção, principalmente, na política. Faltam apenas duas convocações para conhecermos o time, digamos, oficial do Brasil. "Que a seleção brasileira de Tite" seja o retorno do "Brasil do futebol". A era Tite vai, sim, trazer de volta a nossa faixa de "país do futebol". E não é só neste esporte que o Brasil tem mostrado tanto poder! Ganhamos o título também de "país do surfe"! Filipe Toledo, o nosso Filipinho, e Silvana Lima, a única brasileira na elite feminina, sagraram-se campeões em Trestles, na Califórnia. E foi mais do que uma simples vitória. Eles são os primeiros brasileiros a vencer em Trestles, na elite, minha gente. Ou seja, mais um motivo para comemorar. Nesse mesmo local, surgiu, em 2011, o apelido "Brazilian Storm" (tempestade brasileira) para grandes talentos do surfe. E eles só estão confirmando a veracidade deste apelido. Agora, vou falar de um campeonato sobre o qual eu nunca abordei aqui n'O Quinze: a série B1 do Campeonato Carioca. Sou repórter da America WebTV/TVLive Esporte e estou há meses acompanhando a saga…

Vem jogar no Quinze!

Olá, pessoal! Mais uma vez, estou aqui para falar com vocês sobre esporte! Nesse mês, não consigo destacar nada! Nada, mesmo! Por quê? Simplesmente, porque foram tantos momentos lindos e marcantes, tantas coisas bacanas aconteceram, que eu quero apenas fazer um resumão para relembrarmos tudo! Ah, e quero a sua participação! Quem puder, escreve lá no comentário o fato que mais marcou para você!!! 1 - Supercopa da UEFA: Real Madrid venceu o Manchester United por 2 a 1 e foi o campeão pela segunda vez consecutiva da competição! 2 - A ida de Neymar para o PSG! Uma transferência milionária! A mais cara do futebol... Dá uma olhada! - Neymar — Barcelona para o PSG (R$ 821,6 milhões, 2017/2018) - Pogba — Juventus para o Manchester United (R$ 388,6 milhões, 2016/2017) - Bale — Tottenham para o Real Madrid (R$ 373,8 milhões, 2013/2014) 3 - O amistoso lindo entre Barcelona 5x0 Chapecoense e a volta do guerreiro Alan Rushel aos gramados, oito meses após a tragédia com o voo da Chape, em novembro do ano passado. O dinheiro arrecadado ficou para as famílias das vítimas! Ah, e foi a primeira partida do Barça sem Neymar! 4 - Gran Prix 2017, em Nanquim (China): jogaço entre Brasil 3x2 Itália na disputa pelo ouro no vôlei feminino! Jogaço aço aço! De arrepiar! Décima segunda vez que a seleção brasileira feminina de vôlei conquista esse título! 5 - A dupla brasileira Evandro e André conquistou o ouro no Mundial de Vôlei de Praia, em Viena. Eles venceram a dupla austríaca por 2 a 0 e garantiram o título! 6- Retorno rápido de Abel ao Fluminense. O treinador não quis se afastar do time e comandou a equipe no jogo entre Sport 2x2 Fluminense, três dias após a morte do filho João Pedro.…