quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Adaptações e inspirações

Adaptar uma obra não é simples. É preciso captar a essência daquilo que se quer transpor para a linguagem escolhida. Essa essência deve ser materializada num roteiro bem amarrado, buscando eventuais liberdades autorais dentro daquilo que se pretende. Afinal, nem sempre uma boa adaptação é a transposição literal do original. Unir a inspiração daquilo em que se bebe dando um toque de autenticidade

Eu sou assim

Para mim, qualquer expressão de arte implica também em responsabilidade. Entreter é uma de suas funções, claro, mas acredito que fazer arte é, acima de tudo, um ato político. Um fazer cidadão. Por meio dela, são despertadas questões e discussões na abordagem de toda sorte de temas que pudermos imaginar: combate à violência, dependência química, cidadania e direitos humanos, proteção

Sobre patinhos feios, canais de TV e bares

Agosto é uma animação só: tem séries novas e novas temporadas estreando por todos os cantos. Mas não vou falar de nenhuma delas aqui. A coluna dessa semana está um pouco magra. Estou aguardando algumas séries, como a primeira temporada de Os Defensores, na Netflix, estrear. Então, não será uma coluna sobre aquelas séries mais aguardadas. Mas vou recomendar aqui algumas que são aqueles

25 anos de sucesso e animação

O Anima Mundi está na minha vida desde o começo. Lá nos idos de 1993, quando a primeira edição do festival de animação teve lugar no Centro Cultural Banco do Brasil, eu estava lá. Eram sessões tímidas, uns curtas aqui e ali em umas salas. E umas oficinas (Estúdio Aberto) que mostravam como fazer “desenho animado”. Coloco entre aspas porque o conceito de cinema de animação, ao menos

Sessão da tarde bela e profunda

Uma tarde de sábado, em casa, com esse inverno que parece finalmente dar as caras no balneário carioca, convida a um programa cinéfilo-televisivo debaixo das cobertas. O único porém é a luta contra a soneca: se fecharmos os olhos para a primeira piscada mais prolongada, acabou-se a oportunidade de nos abastecermos com essa quase interminável gama de possibilidades audiovisuais que temos hoje

Mulheres no poder

Você vai ao cinema com a missão de assistir ao filme que conta a história da Mulher Maravilha, parte do universo expandido da DC Comics que se iniciou com “O Homem de Aço” e “Batman X Superman: a origem da Justiça”, ambos dirigidos por Zack Snyder. Motivado por várias críticas positivas que têm lido, suas expectativas estão relativamente altas mas, mesmo assim, contaminadas por algumas